Operadoras ameaçam cobrar por Fox Sports em todos os pacotes

Novo capítulo da “novela” da entrada do canal Fox Sports no Brasil: as maiores operadoras do país, Net e Sky, ameaçam cobrar taxa extra de qualquer assinante que quiser ter o novo canal esportivo em seu pacote.

A Fox Sports, que tem o maior acervo de competições exclusivas do mundo, será o único na TV paga a transmitir a Libertadores e a Sul Americana este ano. As duas competições até então eram exclusividade nos canais SporTV, da Globosat. A chegada da Fox pôs fim a esse “reinado”.

Aparentemente, Net e Sky ou estão jogando pesado contra o FS ou fazendo o mínimo possível por sua estreia no cardápio dos seus assinantes. Procuradas, nenhuma das duas disse ter qualquer informação sobre se e como será a estreia do novo canal em seus pacotes.

Nas negociações, o Grupo Fox propôs às operadoras que o novo canal fosse incluído sem custo extra em todos os pacotes – até nos mais básicos. As operadoras, porém, até agora recusaram a oferta.

Nesta segunda-feira (16), procurada, a Sky negou a inclusão do Fox Sports em seu pacote básico: “Não confirmamos nenhum acordo”, informou a assessoria.

Ledo engano

A direção da Fox acreditava, até duas semanas atrás, que o Fox Sports entraria automaticamente, ao menos, para quem hoje tem o canal Speed, independentemente da operadora. Isso garantiria ao Fox Sports uma estreia em cerca de 3,5 milhões de lares brasileiros que já acessam o Speed, de automobilismo, e cuja programação será absorvida pelo FS.

Agora, no entanto, a Fox soube que não é bem assim, e que se ela quiser substituir o Speed, tudo bem, mas as operadoras não serão obrigadas a trocar seu sinal pelo do Fox Sports gratuita e simplesmente.

As operadoras podem, isso sim, cobrar um valor extra dos assinantes interessados em ter o novo canal esportivo, e independentemente do pacote.

No caso de Net e Sky, vale dizer, isso remete a um eufemismo corporativo, pois foi esse o mesmo jogo que fizeram quando entrou no ar a Record News, que nasceu fechado na Net e na Sky, inclusive para assinantes que pagavam o pacote mais completo, e a despeito de a Record News ser gratuita e acessível a qualquer um em UHF.

Ou seja, nesse caso as operadoras pegam um sinal aberto e gratuito e cobram para incluí-lo nos pacotes, sob a justificativa de custos operacionais.

Em entrevista o F5, em dezembro, Hernan Lopez, CEO da Fox Channels Latin American, disse acreditar que, no Brasil, o Fox Sports entraria gratuitamente não só em quem tivesse já o canal Speed, mas quem já pagasse atualmente por pacotes que contêm os canais ESPN. Nem isso está garantido e o Fox Sports corre risco de ter uma estreia “fantasma” no próximo dia 5.

Moral do capítulo: o bilionário grupo midiático de Rupert Murdoch está descobrindo o que é brigar com a Globo no Brasil.

Fonte: Ricardo Feltrin

Postado por Cleberson

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s