TJ mantém bens de Kassab bloqueados

Nova licitação deve ser feita em até 90 dias, a partir de 25 de novembro, para inspeção veicular em SP

Kassab continuará com os bens roubados / Fabio Rodrigues Pozzebom/ ABr
Kassab continuará com os bens roubados Fabio Rodrigues Pozzebom/ ABr

Da Redação Band Notícias

O TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) manteve o bloqueio aos bens do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), e do secretário municipal do Verde, Eduardo Jorge. A decisão foi tomada pelo desembargador José Roberto Bedran nessa segunda-feira. Os bens das empresas CCR e Controlar também vão permanecer bloqueados.

O desembargador também negou pedido de suspensão da liminar que obriga o governo municipal a fazer nova licitação para o serviço de inspeção veicular ambiental. O prazo é de 90 dias (a partir de 25 de novembro).

Pedido de desbloqueio

A defesa do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, havia pedido à Justiça o desbloqueio de bens do parlamentar no último dia 9. O recurso é contra a liminar concedida pelo juiz Domingos de Siqueira Franscino, da 11ª Vera da Fazenda Pública de São Paulo, no último dia 25 de novembro.

O bloqueio foi pedido após suspeitas de fraude nos contratos da empresa Controlar, responsável pela inspeção veicular na capital. Na mesma ocasião, o Ministério também pediu o afastamento do prefeito, que foi negado.

Outros envolvidos no suposto esquema de fraude também tiveram os bens bloqueados para garantir eventual indenização.

Fonte: Band

Anúncios